Religião

Tatuagem de Cruz no pulso

Uma peculiaridade dos cristãos coptas no Egito, é tatuar uma cruz no pulso.

Da onde vem esse costume ?

Dizem que os cristãos tatuam essa cruz, para celebrar sua identidade em Cristo. Acredita-se que antes de existirem formas mais modernas de identificação, os cristãos eram marcados com a cruz, para caso algum morrer, ser fácil identificar.

Algumas igrejas podem pedir uma identificação ao entrar, que pode ser a cédula nacional de identidade que aqui no Egito traz a religião – e se você esquecer em casa, basta mostrar a marca no pulso.

Como sou cristã, muitas pessoas me pediam para ver o punho. Religião é um assunto que se fala bastante aqui.

Não tenho o punho marcado com uma cruz com as pontas iguais (símbolo copta) e nem o tradicional símbolo do infinito que marca a minha geração… o que deixa eles um pouco confusos a respeito do que eu acredito.

É comum crianças tatuarem, com idades de 4 ou 7 anos.

Em 13 de Janeiro de 2018, militantes do Sinai assassinaram um garoto que tinha no pulso a identificação copta.

Em uma reportagem, Sabah diz: “Muitas pessoas ficam bravas comigo, ou me tratam mal quando vem a cruz no meu pulso. Contudo, eu não sinto nenhuma dor, ou raiva. Eu oro a Deus e Ele me conforta e traz alegria. Não importa o quanto nos oprimam, Jesus está conosco.”

Alguns acreditam que a cruz é um amuleto, que protege de todo mau além de ser um constante lembrete do comprometimento de fé e moral exigido pela religião.

Um dia, sem falar nada de árabe, sentada no ônibus uma mulher me pediu para ver meu pulso. Eu mostrei sem nada, e ela me deu o Alcorão dela para ler. Eu tentei encontrar letras conhecidas e me distrair, afinal eu não conheço árabe. Mas uma mulher relata, que em uma ocasião semelhante, ao mostrar a cruz, a mulher se recusou a sentar com ela no ônibus e saiu.

Tatuadores se recusam a fazer a cruz no pulso a não ser que a pessoa prove ser cristã.

Houveram ataques a igrejas coptas no passado, e hoje incidentes isolados causam muito alarde e confusão. Mesmo com bastante segurança promovida pelo governo Egípcio, os cristãos costumam se considerar perseguidos.

O termo Copta, deriva do grego e significa egípcio qubt – mas com a chegada dos árabes, foi utilizado para identificar os seguidores da igreja de George. Hoje, o termo comporta todas as religiões cristãs, sejam ortodoxas, evangélicas, coptas ou católica.

Quer saber mais ?

Deixe seu comentário e siga o blog Vida no Egito.

Gostou dessas dicas e quer saber mais? Siga nossas redes sociais: Instagram Facebook e Youtube. E fique por dentro de tudo o que acontece aqui na terra dos faraós!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.