Cotidiano

Histórias de Purificação

Tinne Van Loon, fez com uma amiga um documentário curto em 2014 sobre assédio sexual no Egito. Nessa oportunidade, ela e a amiga filmaram uma caminhada pela ponte do Nilo, e os olhares desrespeitosos do homens.

Saiba mais sobre Mutilação Feminina no Egito

Ganhou bastante destaque internacional, e mais recentemente, ela esteve envolvida com Purity Stories que conta histórias de mulheres envolvidas em mutilação genital.

Nossa família disse que FGM (mutilação genital feminina) é purificação, por isso chamamos purificação.

Hanan conta que mesmo sendo proibida a prática, é possível encontrar médicos que ainda fazem. Eles primeiro examinam a menina, para ver se precisa, e então fazem. Ela considera uma tradição praticada pela família, e se sua filha for diagnosticada como precisando, ela vai levar ela para fazer nas férias de inverno.

Minha família pratica porque se não for purificada, a mulher vai ser considerada “tarada”

Rasha acredita que se a mulher não é purificada, ela vai pedir para o marido para dormir com ela, e “não temos isso na nossa vila”. Nenhuma mulher não é purificada, e suas duas filhas também foram “purificadas”.

A dencencia está na mente, não no clítoris – disse o médico

Yasmeen – Quando estava na universidade aos 18 anos, teve uma inflamação e precisaria fazer uma cirurgia… Ao ir ao médico tratar com a mãe, ele chamou atenção da mãe publicamente, censurando o comportamento.

Quando converso com minhas vizinhas falo para elas não circunsidarem suas filhas

Leila foi vítima quando ainda criança, mas para ela foi tudo muito traumatizante. Sua mãe levou ela para uma mulher toda vestida de preto, que cortou, e jogou para as galinhas comerem. Ela ficou cerca de 10 dias se recuperando do sangramento, sem entender o que tinha feito para merecer aquilo, o que tinha feito de errado para cortarem um pedaço dela e dar para as galinhas.

A mutilação não me fez uma “menina boa” desde aquele momento eu quero me rebelar contra tudo.

Basma ficou extremamente triste com a família, até hoje e não perdoa, porque não se tem nada para fazer depois de já feito. Antes a ambição dela era viajar o mundo, construir o próprio negócio. Depois disso, ela começou a sair com meninos.

Selwa segurou as pernas de uma menina para fazer a circuncisão e ficou tão traumatizada, que nunca mais menstruou.

Selwa foi ajudar uma vizinha parteira, e sem entender direito se envolveu na circuncisão de uma menina. Enquanto ela segurava as pernas, ela tremia, porque aquilo era muito impactante. A menina sangrou muito e depois de 10 dias morreu.

Nessa matéria lamentam o que houve com uma garota que morreu como consequência do procedimento.

Deixe seu comentário e siga o blog Vida no Egito.

Gostou dessas dicas e quer saber mais? Siga nossas redes sociais: Instagram Facebook e Youtube. E fique por dentro de tudo o que acontece aqui na terra dos faraós!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.