Notícias

Egito transfere esfinges antigas para Praça Tahrir apesar da controvérsia

As autoridades egípcias disseram ter transferido quatro esfinges antigas para a Praça Tahrir, a congestionada rotunda no centro da capital do Egito, o Cairo.

Arqueólogos e não só criticaram a decisão, por recearem que a significativa poluição do ar da cidade possa danificar os artefactos. Nos tribunais decorre um processo para suspender a medida.

Mostafa Waziri, que dirige o Conselho Supremo de Antiguidades, disse que as esfinges continuarão dentro de caixas de madeira até à inauguração oficial das obras de renovação, sem indicar uma data para tal.

A Praça Tahrir foi o epicentro do levantamento da designada Primavera Árabe no Egito. Os protestos foram proibidos e a praça está sob forte vigilância policial desde 2013, quando os militares derrubaram o eleito presidente islamita num contexto de protestos em massa contra o seu governo.

Um obelisco descoberto no delta do Nilo a norte do Cairo foi transferido para a praça no ano passado. As esfinges com cabeça de carneiro vieram de Luxor (sul) para o Cairo para serem restauradas.

O presidente Abdel Fattah al-Sissi, que chegou ao poder em 2013, defendeu a medida, assinalando que obeliscos e outros artefactos adornam as praças centrais das cidades ocidentais.

O Egito está a concluir um novo museu perto das pirâmides de Gizé para exibir a sua herança faraónica. Uma peça central da coleção é uma imponente estátua de Ramsés II, que já esteve colocada numa outra praça central do Cairo, ao lado da principal estação ferroviária da cidade. A estátua foi transferida para os arredores da cidade em 2006 devido a preocupações relativas à sua preservação.

Este post foi publicado em: Noticias ao Minuto


Deixe seu comentário e siga o blog Vida no Egito.

Gostou dessas dicas e quer saber mais? Siga nossas redes sociais: Instagram, Facebook e Youtube. E fique por dentro de tudo o que acontece aqui na terra dos faraós!

Notícias Soltas

As autoridades egípcias disseram hoje ter transferido quatro esfinges antigas para a Praça Tahrir, a congestionada rotunda no centro da capital do Egito, o Cairo.

Arqueólogos e não só criticaram a decisão, por recearem que a significativa poluição do ar da cidade possa danificar os artefactos. Nos tribunais decorre um processo para suspender a medida.

MostafaWaziri, que dirige o Conselho Supremo de Antiguidades, disse que as esfinges continuarão dentro de caixas de madeira até à inauguração oficial das obras de renovação, sem indicar uma data para tal.

A PraçaTahrirfoi o epicentro do levantamento da designada PrimaveraÁrabenoEgito. Os protestos foram proibidos e a praça está sob forte vigilânciapolicial desde 2013, quando os militares derrubaram o eleito presidente islamita num contexto de protestos em massa contra o seu governo.

Um obelisco descoberto no delta do Nilo a norte do Cairo foi transferido para a praça no ano passado. As esfinges com…

Ver o post original 97 mais palavras

Categorias:Notícias, Repost

Marcado como:, , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.