Gastronomia

O maravilhoso chá egípcio

Qualquer lugar do mundo tem suas particularidade e aqui não seria diferente. Você sabia que o Egito é um “país do chá”?

A cultura do chá está fortemente presente em vários países do mundo. Na África, algumas nações como Egito, Líbia, Marrocos e Mauritânia têm um alto consumo desta bebida.

Mesmo não sendo um produtor de chá, o Egito compreende o maior mercado consumidor no Oriente Médio e Norte da África. A maioria do chá vendido no país é importado, vindo de países como Quênia e Sri Lanka.

As marcas mais famosas do país são: Lipton e Aroussa.

Os tipos de chá no Egito

No Egito existem duas formas de preparo do chá egípcio: Koshary e Saiidi, vejamos as diferenças:

– O chá tipo Koshary, é popular na região norte, ele é preparado usando o método tradicional em que o chá preto é colocado em uma xícara e em seguida adiciona a água fervida e o açúcar. Pode ser acompanhado com hortelã.

– O chá tipo Saiidi, como o próprio nome já diz, refere-se ao chá consumido na região Saiidi no sul, O chá preto é fervido com a água por até 5 minutos, tornando-o mais forte do que o Koshary.

O chá é parte do cotidiano

O povo egípcio bebe chá absolutamente o tempo todo, qualquer momento é uma excelente oportunidade para beber uma boa xícara de chá.

Chai ou shay (chá preto) é a bebida quente mais consumida no Egito. É tão importante no dia a dia dos Egípcios assim como o café é para os Brasileiros. Ele é servido em pó, em ervas secas ou naqueles saquinhos de chá, porém o mais tradicional mesmo é usar o pó.

“Teshrab eh?

Ashrab chai”

Tradução: “Quer tomar o quê? Quero tomar chá”

Esse é o diálogo mais comum em todo Egito. O chá é sinônimo de hospitalidade por isso onde quer que você chegue sempre será convidado para tomar um chai.

O chá está presente em qualquer lugar, inclusive no comércio. Quando vou às compras no Egito, a exemplo da Khan el Khalili, em todas as lojas que eu entro, o vendedor sempre oferece o chá ou qualquer outra bebida como refrigerante, chá de hibisco, água ou suco.

Para os egípcios, após as refeições tomar chá é fundamental, afinal sem isso, a refeição fica incompleta. Por isso quando você está em um restaurante, o garçom geralmente vem e pergunta se vai querer chai.

O chai faz parte de vários momentos dos egípcios, nas rodas de conversa, pousado no centro enquanto assiste TV e é um acompanhante na hora do trabalho ou dos estudos. Já me deparei inclusive, com motoristas de ônibus tomando chá enquanto dirige.

Para a minha surpresa e indignação também, já presenciei crianças consumindo chá, assim como pais oferecendo a bebida aos bebês, e não preciso dizer o por quê de eu achar isso um completo absurdo!

No país, há muitos vendedores de chá na rua, com uma mesa, um fervedor, alguns copos e hortelã fresca, eles preparam a bebida bem ali para quem quiser comprar.

Chai be na’na’

Os Egípcios gostam muito do chá preto com hortelã (chai be naná), a resfrescância da menta com o amargo do chá e a doçura do açucar cria uma explosão deliciosa. É a minha versão predileta do chá egípcio.

Chai be leban

Pela manhã o chá com leite (chai be leban) é o favorito dos egípcios, seria uma boa comparação com o nosso bom e velho café com leite.

Chai be lamon

O chá é tão presente na vida do povo, que até serve de remédio: Chai be lamon (chá com limão), segundo os egípcios, é o ideal para curar o resfriado ou aquela garganta que resolveu inflamar.

Chá dos beduínos do Deserto

Uma forma bem peculiar de preparar o chá é como os beduínos fazem, usando as ervas secas do chá preto, uma chaleira e uma fogueira. O chá sai perfeitamente delicioso. A fama do chá dos beduínos é tão grande que todos os viajantes que vão para o Sinai ou oásis como Siwa, sempre visitam uma vila beduína para tomar chá e experimentar iguarias locais.

Acompanhamentos do chá egípcio

O chá egípcio pode ser servido acompanhado de bolachinhas de leite ou amanteigadas. No Eid al Fitr é muito consumido ao lado do Kahk e outros biscoitos tradicionais. Há também quem prefira tomar a bebida junto com tâmaras ou nozes diversas.

Não existe tempo ruim para o chai. O amor pelo chá é tão grande que até nas praias em pleno verão, os egípcios tomam o chá quente. São 12 meses, 365 dias e incontáveis copos de chá, pode ter certeza disso!

Já tomou o seu chai hoje? Não esqueça de pedir um chai masbout, que quer dizer ao ponto, ou seja perfeito na medida certa.


Deixe seu comentário e siga o blog Vida no Egito.

Gostou dessas dicas e quer saber mais? Siga nossas redes sociais: Instagram, Facebook e Youtube. E fique por dentro de tudo o que acontece aqui na terra dos faraós!

1 resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.