Cotidiano

Adiando a viagem para Líbia

Há mais de 4 anos o governo da Líbia está em crise. Por último tiraram a administração provisória da ONU, e atualmente no mínimo 3 grupos diferentes se declaram responsáveis pela Líbia.

A Líbia é o quarto maior país da África e estava 20 anos atrás com um IDH maior que da Arábia Saudita. Uma nação antiga, que faz divisa com o Egito, e foi mencionada já nos tempos dos faraós. A Líbia teve um passado islâmico forte, mas também foi por um período colonizada pela Itália, recuperando a independência na década de 50.

Na Líbia a maior parte é deserto, mas em baixo da areia, está cheio de petróleo. E com o dinheiro do petróleo, estão investindo em grupos paramilitares e terrorismo.

Mapa de Petróleo na Líbia

Homossexualidade é ilegal na Líbia e muitos jornalistas são perseguidos e presos no país segundo o Humans Right Watch. A população da Líbia é 88% urbana, morando na costa, que se identifica como Arabe (língua e cultura) e 97% Mulçumana Sunita.

Existem poucos coptas que normalmente são estrangeiros e cristãos já foram presos por suspeita de proselitismo (atividade missionária).

O Egito entende que a instabilidade política e econômica é um risco à segurânca do Egito e por isso tem patrocinado milicias da Líbia, e recentemente a intervenção militar no país.

Os rumores dessa discussão já são antigos, mas com as quentes discussões com a Etiópia e as crises de opnião, estão agora autorizando as tropas Egípcias a irem até o território da Líbia.

A Turquia já demonstrou apoio a Líbia, mas o Egito tem aliados fortes como Arábia Saudita que podem vir a interferir nessa discurssão. Os Estados Unidos está entrando em campanha política de reeleição, mas Trump já foi sondado a esse respeito também.

Aos viajantes

A área do Sinai continua sendo de alto risco para viagens e não recomendada para viagens, o restante do território Egípcio restrito a viagens essenciais pelo Consulado Britânico.

Períodos de comemoração e feriados tem maior risco de incidência de ataques terroristas, que podem acontecer em pontos turísticos, aglomerações ou lugares religiosos.

A Líbia conforme mostrada no mapa não é recomendada como destino para viagens. Daesh e Al Qeida sequestraram e mataram funcionários de reservas de petróleo e colocaram fogo nelas. Sequestros para trocas de presos usando estrangeiros, diplomatas, e outros membros de milicias também são um grande risco no país.


Deixe seu comentário e siga o blog Vida no Egito.

Gostou dessas dicas e quer saber mais? Siga nossas redes sociais: Instagram, Facebook e Youtube. E fique por dentro de tudo o que acontece aqui na terra dos faraós!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.