Cotidiano

Egípcios não gostam do Egito Antigo?

A resposta é obviamente não! Eles gostam e tem orgulho da sua história. Inclusive se quiser começar uma conversa de forma amigável com um egípcio elogie sua história!

Quase 10% dos egípcios vivem do turismo e o turismo é quase 15% do PIB! Então os egípcios gostam sim da história egípcia.

Recentemente o mundo todo assistiu ao desfile muito bonito dos sarcófagos de antigos faraós. E o que deixou muita gente impressionada foram os comentários negativos, de cunho religioso.

O Egito sempre foi Religioso. E antigamente, mais de 2000 anos atrás, a religião era adoração do Deus Sol Há, cultos a Horús e outros semi-deuses. O próprio faraó era visto como um ser divino.

Os Principais deuses egípcios

Ainda hoje existem pessoas que cultuam esses deuses e praticam os milenares rituais. Portanto o Egito histórico é também uma expressão religiosa!

O Egito continua sendo muito religioso, com de 85 a 95% da população sendo mulçumana e 5 ou 15% sendo copta. Cairo é uma cidade com mais de mil mesquitas e é rotineiro parar durante as 5 orações ou no mínimo escutá-las. Em 1980 o Islam se tornou a religião oficial do Estado e a maior universidade Sunita Al- Azhar fica no Cairo.

Para o Islam a adoração ou culto de outros deuses é uma blasfêmia contra Allah SWT. Portanto muito da história do Egito não é relevante aos que não trabalham com turismo e praticam a religião como rotina. Muitos egípcios foram as pirâmides uma vez em uma excursão escolar ou nem foram! Vários pontos turísticos famosos são desconhecidos para o Egípcio comum.

Por falta de interesse e por reverência muitos egípcios optam por não apoiar eventos que podem ser interpretados como rituais religiosos que não adoram a Deus.

Essa é a canção a Isis.

Egito nos Holofotes do Mundo com o Desfile de Ouro dos Faraós

No Brasil convivemos com isso também, quando muitos cristão não compactuam com rituais nativos indigínas ou de estrangeiros. O investimento de cultura muitas vezes é direcionado a religião católica, que é a maioria do país, e mais recentemente a evangélicos. Uma religião é vista como sagrada e a outra como profana ou diabólica.

O ponto aqui não é criticar a postura de nenhum egípcio, mas sim de expor a cultura e o contexto do porque para tantos egípcios a parada em honra dos mortos, desonrava os vivos, ou era um pecado.

Categorias:Cotidiano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.