Mulher

Lá vem ela.

De novo mais uma vez em pouco tempo outro assédio para minha coleção. Porque já contei algumas vezes para algumas pessoas e raramente encontrei simpatia vou contar aqui e quem sabe você diga algo diferente de :Fui eu que atraí, tem alguma coisa que eu fiz, ou até não foi nada demais.

No Shopping, dia de feriado aqui no Cairo então não era só eu. Era muita gente. Os shoppings são grandes e esse é bem moderno. No que eu tinha ido tem muitas escadas rolantes,imitando o desenho externo e interno das pirâmides e suas galerias.

Depois de jantar eu e minha amiga egípcia fomos a uma loja de departamento. Enquanto descia as escadas, vi várias pessoas subindo, e um dos homens na escada me olhou fixamente. Mais tarde quando eu já estava lá embaixo notei que ele estava lá também, do outro lado do corredor.

Senti imediatamente que ele tinha me seguido até ali, então pensei, “vou ficar parada assim ele terá que andar para outro canto”. Não deu certo. Continuamos andando em busca da loja, e ele seguindo (tentando não ficar em cima). Parei em algumas lojas para despistar, e quando via lá fora estava ele me esperando. Comecei a ficar assustada. Entramos juntas nas lojas de departamento e pensei que estava tudo bem. Vi ele de longe e de repente…

Ele está do meu lado e fala algo baixo em árabe. Eu não entendi e sai ao encontro da minha amiga dizendo que eu queria ir ao banheiro mas não sozinha. Ela percebeu que algo estava errado. Eu falei que tinha alguém me seguindo e imediatamente ela ficou transtornada. Queria impedir aquilo de acontecer. Queria confrontar o homem. Eu estava tão assustada que não conseguia explicar.

Eu tenho mais medo de um homem rejeitado do que de um homem que me quer, então meu plano era despistar ele. No caminho ela tentou identificar ele mas mais tarde entendi que ainda não o tinha percebido. Fomos ao banheiro e pensei que dali em diante ele não nos seguiria mais.

Não foi isso.

Percebi que ele continuava nos seguindo e tentava me esconder em lojas apressar o passo sentindo meu coração na boca. Chegou uma hora que minha amiga confrontou ele.

Em árabe eles discutiam e ele disse que queria sair comigo e que de jeito nenhum estava me seguindo. Então ela disse que chamaria a segurança. Muitas pessoas olhavam e um homem aleatório tentava defender a gente e entender o que estava acontecendo. O homem ficou surpreso quando eu confirmei que ele me seguia. Jurou que não seguia… Mas por quase uma hora todo seu trajeto foi muito próximo ao meu, sempre paralelo.

Eu senti algumas vezes meu coração apertar e minha respiração mudou. Meus batimentos subiram muito, eu estava realmente assustada.

Eu fiquei sem graça por minha amiga estar comigo, e ter que vir dela esse confronto porque sem falar árabe o que eu consigo é me esconder. Não conhecia ninguém ali e falando com o segurança seria a palavra dele contra a minha. Tive medo dele me seguir para fora do shopping e se tornar agressivo.

Não foi a única nem a primeira vez. Por sorte meu trabalho fica em um prédio que tem 5 seguranças. Todos os dias os comprimento e um dia quando um homem me seguiu até lá eu os informei. Já sei de pessoas que não puderam entrar em casa porque alguém as seguiu.

Já me seguiram de carro algumas vezes e eu tento sinalizar que não estou para conversa. Mas é um comportamento muito estranho. Eu tento despistar porque confrontar eles é muito difícil pra mim. Um homem jamais vai admitir publicamente que seguia uma mulher e que está sendo rejeitado. Além disso, dependo da boa vontade dos outros em entender que realmente eu me senti ameaçada.

Os que seguem as vezes querem o telefone, querem mostrar os genitais ou simplesmente acham que estão vivendo um roteiro pornográfico aonde é sensual seguir uma mulher.

Nada que justifique.

Nada na minha postura ou aparência justifica ou explica o comportamento predatório desse cara, e de outros que se acham no direito de tomar mulheres a força ou intimida-las.

Mas olha. É difícil. Eu fico feliz com as denúncias indo para frente e por pessoas como minha amiga egípcia tomando atitudes que confrontam e sinalizam. Ela muitas vezes repetiu isso para mim:

Isso não nos representa nem o que nós acreditamos.

Categorias:Mulher

1 resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.