Notícias

Ataque de Tubarão no Egito deixa duas vítimas

Neste domingo, duas mulheres estrangeiras foram mortas em ataques de tubarão no Mar Vermelho do Egito, ao sul da cidade de Hurghada

O corpo de uma turista romena com quase 40 anos foi descoberto horas depois de um ataque fatal à uma austríaca de 68 anos. Ambos os ataques aconteceram a 600 metros um do outro, na costa de Sahl Hasheesh.

A turista austríaca, de 68 anos, conseguiu ser resgatada com vida, mas faleceu após o resgate devido aos graves ferimentos. A turista romena que foi encontrada posteriormente, já estava sem vida.

Devido ao incidente, o governador do Mar Vermelho, Major General Amr Hanafi, suspendeu qualquer atividade aquática e afirmou que as praias da região serão fechadas por 3 dias.

Até o momento não foi informado qual espécie de tubarão atacou as turistas. Segundo imagens encontradas na internet o ataque não foi muito longe da costa, a turista deveria estar fazendo snorkeling e provavelmente a fatalidade aconteceu em uma praia privada de um dos resorts da região. É possível ver nas imagens, turistas no pier tentando fazer distrações para que o tubarão deixasse a vítima.

Segundo as autoridades locais, uma investigação será conduzida para descobrir se há razões científicas para os ataques fatais ocorridos neste domingo.

Egito tem registro de outros ataques

Ataques fatais de tubarões não são tão frequentes na costa do Mar Vermelho do Egito.

Em 2020, um turista ucraniano perdeu um braço e um guia turístico egípcio uma perna em um ataque de tubarão.

Um turista tcheco foi morto por um tubarão em uma praia em 2018, três anos depois que um turista alemão também foi morto durante um ataque.

Em 2010, uma série de ataques de tubarão matou um turista europeu e mutilou outros em Sharm El Sheikh, cidade litorânea no sul da Península do Sinai, no Mar Vermelho, lado oposto à Hurghada.

Fluxo de turistas no Mar Vermelho é o maior do país

Os resorts egípcios no Mar Vermelho estão entre os principais destinos de praia do país e são populares entre os turistas europeus. Os mergulhadores são atraídos pelos declives íngremes dos recifes de corais perto da costa, que oferecem uma diversidade marinha rica e colorida.

Nos últimos anos, as autoridades tentaram reviver a indústria do turismo, que é vital para o país e que foi atingida por anos de instabilidade após a revolução de 2011 e, posteriormente, pela pandemia de coronavírus e as consequências da guerra na Ucrânia.

O Egito depende muito da receita do turismo da região do Mar Vermelho, que atrai cerca de 65% de todos os turistas que chegam ao país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.